Mutirão retira mais de 34 toneladas de lixo da Baía de Vitória

Segundo o secretário de Serviços, Carlos Eduardo Pinel, entre o lixo retirado na baía foram encontrados, pneus, entulho de obras, isopor, papelão, sofás velhos e garrafas pet. A diminuição da quantidade de sujeira retirada em relação ao ano passado é um dado positivo.

 

09/01/2009

Mutirão retira mais de 34 toneladas de lixo da Baía de Vitória

 

Fabrício Faustini

Foto: Kadidja FernandesO mutirão de limpeza realizado pelos garis da Prefeitura nesta sexta-feira, das 7h30 às 14 horas, retirou 34,09 toneladas de lixo, 1,5 tonelada a menos do que em janeiro de 2008 da Baía de Vitória. Foi a primeira ação do ano. A próxima será realizada em março e outras três serão realizadas até o final do ano.

Foram atendidas as regiões da Grande Santo Antônio, Bento Ferreira (Beira-Mar), Maruípe (Andorinhas, Joana D’arc), Praia do Suá, Enseada do Suá, Canal de Camburi, Goiabeiras, Maria Ortiz e Ufes, além da Grande São Pedro.

Segundo o secretário de Serviços, Carlos Eduardo Pinel, entre o lixo retirado na baía foram encontrados, pneus, entulho de obras, isopor, papelão, sofás velhos e garrafas pet. A diminuição da quantidade de sujeira retirada em relação ao ano passado é um dado positivo.

O secretário explicou que a colaboração da população é importante. Atitudes como a colocação do lixo para recolhimento nos horários adequados, a separação do lixo em seco e úmido, as denúncias ao telefone 156, a limpeza de terrenos por parte dos proprietários e o descarte de material reciclável nos postos de entrega voluntária (PEV) espalhados pela cidade trarão benefícios para os moradores.

Em 2008, foram retiradas 144,2 toneladas de lixo em cinco ações de limpeza na baía durante o ano. Respectivamente, foram retiradas em janeiro (36,6 toneladas), março (31,5 ton.) maio (31,7 ton.), julho (21,1 ton.), setembro (25,5 ton.).

Pinel disse que o população deve colaborar e colocar o lixo nos locais e horários adequados. Quando chove, lembrou o secretário, parte dos resíduos deixado nas ruas e calçadas acaba indo para a baía e provocando uma série de problemas. “Se a população colaborar nosso trabalho trará melhores resultados”.

Diário de Vitória



Leave a Reply