Rios e canais são destino de quase metade do lixo da Baixada Fluminense, mostra pesquisa

O estudo também revelou uma curiosidade: em meio ao lixo, carcaças de veículos e pneus, até mesmo jacarés já foram vistos pelos moradores no Rio Pavuna-Meriti.

 

 

http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2009/09/18/materia.2009-09-18.7522864396/view

 

20 de Setembro de 2009 - 17h26 - Última modificação em 20 de Setembro de 2009 - 17h26

Rios e canais são destino de quase metade do lixo da Baixada Fluminense, mostra pesquisa

Nielmar de Oliveira
Repórter da Agência Brasil

 

 




Rio de Janeiro - Uma pesquisa socioambiental da Secretaria do Ambiente no âmbito do Projeto de Limpeza do Rio Pavuna-Meriti, que corta a Baixada Fluminense, constatou que 45,83% dos moradores da região, ouvidos pelos entrevistadores, admitiram que os rios e canais que cortam a área são o destino do esgoto doméstico e que apenas 16,42% dos moradores jogam o lixo em locais apropriados.

O estudo também revelou uma curiosidade: em meio ao lixo, carcaças de veículos e pneus, até mesmo jacarés já foram vistos pelos moradores no Rio Pavuna-Meriti.

Para traçar um perfil dos moradores e das comunidades a fim de intensificar ações estratégicas de educação ambiental, 38 agentes aplicaram mais de dois mil questionários socioambientais à comunidade às margens do Rio Pavuna-Meriti, entre novembro de 2008 e abril de 2009.

O levantamento foi divulgado na última sexta-feira (18) pela Secretaria do Ambiente, na presença do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc.

“Iniciativas como essa tem a importância de diminuir o lixo jogados nos rios, a agressão ao meio ambiente, implementar problemas de reflorestamento e envolver a criançada transformando a escola em um centro de reciclagem. Vamos ver se a gente planta a semente de uma sociedade com menos desperdício e menos poluição e, ao mesmo tempo, mais fraterna.”

Durante a divulgação da pesquisa, a Secretaria do Ambiente do entregou, em São João de Meriti, certificados aos 38 agentes ambientais que participaram de pesquisa. Iniciado em novembro do ano passado, o projeto abrangeu os municípios de Nilópolis, Duque de Caxias e São João de Meriti e já retirou 4.387 toneladas de lixo entre novembro de 2008 e abril de 2009 das margens e do Rio Pavuna-Meriti.

O Rio Pavuna-Meriti tem 20 quilômetros (km) de extensão, estendendo-se desde o Campo de Gericinó, passando por Nilópolis, São João de Meriti e Duque de Caxias até desembocar na Baía de Guanabara. Ao longo do seu trajeto, recebe carga de efluentes domésticos e industriais, além de muitos resíduos sólidos, desde sacolas de lixo atiradas pela população ribeirinha até sofás, geladeiras e carcaças de carro.

 



One Response to “ Rios e canais são destino de quase metade do lixo da Baixada Fluminense, mostra pesquisa ”

  1. meio ambiente em primeiro lugar, vamos nessa luta para que tenhamos o direito de respirar

Leave a Reply