O Fundo da Folia

Só que ao invés de estarem pulando, dançando e se beijando ao som frenético e ensurdecedor dos trios elétricos, os foliões do fundo do mar estavam rolando de um lado para o outro numa mórbida coreografia, empurrados silenciosamente pelo balanço do mar, sem dança, sem alegria, sem vida e sem poesia.

 

Bernardo Mussi

04 de março de 2010

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

Dez dias após o carnaval, resolvi mergulhar com dois amigos na área do Farol da Barra para confirmar a notícia de que havia uma quantidade absurda de lixo espalhada pelo fundo do mar naquela área.

 

O Fundo da Folia

 

Mesmo com a água um pouco suja por causa das chuvas do dia anterior, logo identificamos o local. Na verdade o lixo não estava espalhado, mas concentrado em um canal provavelmente em razão do movimento das marés. Uma cena lamentável! Eram pelo menos mil e quinhentas latinhas metálicas e garrafas plásticas.

 

O Fundo da Folia

 

Da superfície o visual parecia com as imagens áreas que vemos dos blocos de carnaval durante a festa momesca. Só que ao invés de estarem pulando, dançando e se beijando ao som frenético e ensurdecedor dos trios elétricos, os foliões do fundo do mar estavam rolando de um lado para o outro numa mórbida coreografia, empurrados silenciosamente pelo balanço do mar, sem dança, sem alegria, sem vida e sem poesia.

 

O Fundo da Folia

 

Assustados, decidimos não retirar o material naquele dia na esperança de tentar sensibilizar algum veículo de comunicação para fazer uma matéria com imagens subaquáticas. A intenção era compartilhar aquela agressão carnavalesca com nossa população e os donos da folia.

 

O Fundo da Folia

 

Fizemos contato com pelo menos três emissoras e todas pediram que enviássemos e-mails com fotos, o que fizemos imediatamente. Aguardamos respostas por dois dias e como não tivemos qualquer retorno, optamos por retirar o lixão de lá para evitar maiores danos.

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

A bem da verdade estávamos super desconfortáveis com nossas consciências por termos testemunhado aquela cena e deixado para resolver o problema dias após. Mas tínhamos que tentar a matéria para que a ação não se resumisse somente à coleta do material.

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

Tínhamos em mente que a repercussão sensibilizaria os empresários e artistas do carnaval, os órgão públicos, a imprensa, as empresas financiadoras e nossa gente. A tentativa foi boa, mas não rolou…

 

O Fundo da Folia

 

Fomos então, no terceiro dia após o primeiro mergulho, retirar o material. Antes, porém, fiz questão de chamar um amigo que tem uma caixa estanque para filmarmos a ação e guardarmos o documentário visando trabalhos futuros e até mesmo a matéria que queríamos na TV.

 

O Fundo da Folia

 

Sem cilindro de ar e contando apenas com duas pranchas de SUP (Stand Up Paddle) e alguns sacos grandes, éramos quatro mergulhadores ousados retirando do fundo do mar tudo o que podíamos naquela tarde.

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

Pouco antes de o sol se pôr conseguimos finalmente colocar todo o lixo na calçada.

Muitos curiosos, inclusive turistas, olhavam intrigados a nossa atitude e a todo o instante nos questionavam sobre a origem daquele resíduo. A resposta estava na ponta da língua: Carnaval!

 

O Fundo da Folia

 

Vou logo informando aos amigos leitores que não sou contra o carnaval, muito pelo contrário, sou fã por diversos motivos, mas acho que a realidade da festa não guarda a menor relação com as belíssimas cenas, as informações rasgadas de elogios e a excessiva euforia amplamente divulgada pela mídia.

Sei que o comprometimento com os patrocinadores e aquela velha guerrinha de vaidades contra os carnavais de outros estados como Pernambuco e Rio de Janeiro, acabam conspirando para isso. Mas vejo aí um modelo cansado, super dimensionado, sem inovações socialmente positivas e remando na direção oposta ao desenvolvimento sustentável da nossa cidade.

Aquele lixo submarino é um pequeno sinal deste retrocesso. Pior, patrocinado solidariamente pelos grandes empresários, artistas e principalmente pelo poder público que tem o dever de melhorar nossa segurança, nossa saúde e educação.

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

Aproveito o embalo para incluir indignação semelhante sobre os eventos realizados na praia do Porto da Barra durante o verão.

O “Música no Porto” e o “Espicha Verão” não tem trazido nada de bom para nossa cidade, além da oportunidade de vermos ótimos artistas de perto e de graça. De resto, o lixo, o mau cheiro, a degradação ambiental, o xixi pelas ruas, a impressionante quantidade de ambulantes amontoados por todos os espaços públicos e a agressão aos patrimônios históricos, são um grande “pé na bunda” do turista de qualidade.

  

Espicha Verão 2010. Foto: João Ramos / Bahiatursa

 

Espicha Verão 2010. Foto: Luciano da Matta / Agência A Tarde

 

Espicha Verão 2010. Foto: João Ramos / Bahiatursa

 

Espicha Verão 2010. Foto: João Ramos / Bahiatursa

 

É o mesmo que olhar para uma bela maçã com a casca brilhante e aspecto suculento, porém, apodrecida por dentro…

Naquele final de tarde acabamos contemplando um por do sol diferente. O monte de lixo empilhado na calçada do Farol da Barra virou atração. E como Deus é grande, fomos brindados com a presença de valorosos catadores de rua para finalizar a limpeza.

 

O Fundo da Folia

 

Desta ação, além das ótimas imagens documentadas em vídeo, resta rezar para que os donos do carnaval, dos eventos no Porto da Barra e nossos queridos foliões se toquem que algo tem que mudar.

 

O Fundo da Folia

 

O fundo do mar não merece aquele bloco reluzente e, ao contrário do asfalto, o oceano costuma revidar violentamente as agressões sofridas.

Não tem alegria alguma no fundo da folia!

 

O Fundo da Folia

 

Galeria de fotos

Slideshow

Fotos: Francisco Pedro/Global Garbage
francisco.pedro@globalgarbage.org

Fotos do Espicha Verão 2010: João Ramos / Bahiatursa e Luciano da Matta / Agência A Tarde

Nota:
A matéria O Fundo da Folia foi publicada no dia 05 de março. No dia 15 de março, nós substituímos as fotos do Espicha Verão 2010. As fotos atuais (Bahiatursa e Agência A Tarde) foram feitas no dia 13 de março, encerramento do Espicha Verão 2010. A campanha pela preservação do meio ambiente, coordenada pelo IMA - Instituto de Meio Ambiente do Estado da Bahia, só foi realizada no dia do fechamento (13 de março) do Espicha Verão 2010. 

Link: http://www.globalgarbage.org/blog/index.php/2010/03/05/o-fundo-da-folia/

Link para Twitter: http://bit.ly/o-fundo-da-folia  

 

Outros artigos de Bernardo Mussi

Carnaval longe da praia

O lixão precisa de música



751 Responses to “ O Fundo da Folia ”

  1. Maria Laice Lima disse:

    TRANSIÇÃO

    O vento arranca as árvores
    E entrega para as nuvens
    Os vulcões acordam assustados
    Das suas larvas emanam ferrugens

    A terra pede S.O.S.
    Nas vozes dos terremotos
    Tufões nascem do mar
    Deixando nos seus rastros muitos mortos

    O Sol aproxima-se da terra
    Estendendo seus raios sem inibição
    Os seres vivos morrem crestados
    Sem a camada de ozônio, não há proteção

    O mar abraça a terra
    Desconsiderando seus limites
    Nessa grande transição, no final do século XX

    Uma pequena colaboração de um grande amigo Novideval Costa.

  2. Janaina Pires disse:

    Show, vc merece não só um prêmio, mas um muito obrigado não só pela nação baiana, mais sim, pelo mundo, sua atitude foi linda, se todos nós fizessemos a nossa parte isso não aconteceria. Amo Salvador, assim como amo o Rio de Janeiro onde moro e ter um mar limpo é tudo. Tenho certeza que o meio ambiente te agradece tb. Valeu mesmo e qualquer coisa estamos aí.
    Abr,
    Janaina
    Bióloga - RJ

  3. Lílian França disse:

    Não me espanto com as imagens: só o bicho homem pode mesmo deixar esse rastro de insensatez e irracionalidade

  4. Valerio disse:

    Rapaziada, daqui do Rio de Janeiro so posso enviar os EFUSIVOS PARABÉNS a tal atitude nobre e tão importante a preservação da natureza.

    Já que a mídia podre só divulga o que lhe convém, vmaos usar a mídia livre que é a internet. VIVA O TWITTER, BLOGS, LISTAS DE E-MAILS E TODO O TIPO DE IMPRENSA LIVRE !!

    Mais uma vez, PARABÉNS! CLAP CLAP CLAP CLAP

  5. Valdemiro Luz disse:

    Parabens, você merece um premio por denunciar a vergonha que o homen faz, e as grandes empresas nãos estão nem ai, pro meio ambiente, podiamos sugerir um boicote a esse crime contra a natureza.

  6. EDVALDO LIMA disse:

    Parabéns pelo trabalho, aí ta a prova que nós baianos precisamos deixar de dar ênfase exagerada a musica e se concentrar na educação, principalmente a educação ambiental, a vida real não é ralar a tcheca no chão, nem reboletion, acorda baianos vamos encher as faculdades, as escolas as universidades e deixar de encher o oceano e as mentes de lixo…

  7. Que absurdo essas imagens, como monstros podem fazer uma destruição da natureza de forma banal, praticamente ajudando a acabar com a vida marinha, pois animais se chegarem a se alimentarem com essas porcarias com certeza irão morrer…

  8. J.Carol disse:

    Pois é parece até que sempre será assim ,digo isto porque tão logo os competentes que pode direcionar isto e acabar logo com esta poluição o faça o mais rápido possivel .
    Visitem http://qsuco.blogspot.com/ Obrigado por visitar, meu blog !
    Este é o meu Blog .Onde você tem diversão e prazer todos são bem-vindos …

  9. ROSÂNGELA disse:

    Belíssima iniciativa de vocês, parabéns! Mesmo sem o reconhecimento da midia, das autoridades competentes e da indústria do carnaval, o trabalho de vcs mostra o resultado da ignorância, falta de educação e ausência de uma consciência da necessidade de preservação do ambiente em que vivemos.
    “A messe é grande e poucos são os operários”.

  10. JUCIARA disse:

    Parabéns pela excelente matéria. Fico comovida e triste cada dia que passa com a falta de sensibilidade do ser humano.
    É uma pena que não tenha conseguido repercussão na mídia, mas contribui positivamente para concientizar em relação a proteção do meio ambiente.

  11. Pablo Diego disse:

    Impressionante…parabens pelo trabalho…fascinante…

  12. roberto disse:

    Impressionante, como os nossos governantes, se fazem de cegos com este problema tão grave, o abondono e a destruição do meio ambiente que poderia ser evidtado com ideias simples. Custa tão pouco algumas placas de aviso, não jogem lixo na prais durante o circuito do carnaval. Seria o mínimo que poderia se fazer se eles tivessem um pouco de amor a natureza. Infelismente so pensam em lucros e roublheiras. Imbcis.

  13. Milena Castro disse:

    Um absurdo mesmo.. quem bom que ainda tem gente como vcs, que se preocupam e estão ajudando! Uma sacanagem por parte das emissoras tb, um caso assim precisa ser divulgado em grande ambito, pra ver se mobiliza mais gente e resolve de verdade alguma coisa!
    Me fez lembrar de um ano novo que eu passei em Villas e que não aguentei, junto com minha amiga, ver tanta sujeira pela areia. Achamos lá mesmo uma cesta enorme e nos pusemos a catar as garrafas e tampas de champagne, alfazema, escovas de cabelo (na verdade foi só uma. dentro do saco plástico ainda), rosas com e sem espinhos, copos plásticos inteiros e quebrados (aqueles mais resistentes que podem cortar)… Não adiantou muito, mas um pouco, espero eu. E lembrando agora, só fico imaginando que fim deve ter tido o lixo todo que foi pro mar mesmo.
    O mais triste disso tudo é que eu acho que ainda vai demorar até isso ser devidamente resolvido.

    Já foi devidamente espalhado pelo Twitter [2]

    E se eu puder ajudar com alguma coisa também, mile_castro@hotmail.com

  14. Paulo disse:

    Obrigado por terem recuperado esse desastre. Carecemos de educação, ética pública e privada. Falta ética pública por parte da prefeitura que deveria fazer o trabalho de limpeza do mar. Falta ética privada por parte da impressa que não divulga essas imagens para preservar seus interesses econômicos. E falta ética privada por parte das empresas que lucraram com a venda desses produtos, que deveriam ser obrigadas a se responsabilizar pelos resíduos de sua produção. Na verdade o poder público deveria obrigá-las a responder pelos resíduos derivados do consumo dos produtos que elas comercializam (logística reversa). Talvez o que vemos seja consequencia do conceito clássico de economia, que não enxerga a interação com o meio ambiente.
    Isso tudo terá consequencias…

  15. Walter D Silva disse:

    Isso nada mais é que a verdadeira identidade de um povo mau instruido e que reflete o verdadeiro caráter de cada um neste País, um País de Jerson, onde todos tem que levar vantagens em tudo e sobre todos. Que na verdade não sabem nem oque se passa na própria casa, quanto mais em nosso País, Natureza e Seres Humanos. Me mostrem um aminal que mata por matar, rouba por roubar ou ganâcia, que destroi a própria casa em que mora. . .pois vos digo. . .esse são os Brasileiros de Hoje. . . sem caráter, sem respeito ao próximo, sem amor a Deus acima de qualquer coisa. . . bando de otários levados pela política do mais esperto, dos políticos eleitos belos votos de cabresto “Burros”, e pelos vagabundos que não dão valor a sua Honra e caráter. . .ben que falam nos outros Países. . .um País lindo, fácil de se roubar. . .pois tem um monte de bestas huamanas como estes. . .está é uma sujeira que podemos ver e limpar e a sujeira da alma ???. . .

  16. Noemi disse:

    Infelizmente o bicho homem só aprende com a dor, isso é…quando aprende!

    Parabéns pela iniciativa.

  17. Parabéns pela admirável iniciativa.
    Espero que não só essa idéia se espalhe pelas “cucas maravilhosas” das pessoas sensatas, mas que os carnavalescos insensatos tomem uns goles de sensatez nos próximos carnavais.

  18. Diana disse:

    Parabéns pela atitude de vcs q foi louvável! E a divulgação p/ tentar ao menos sensibilizar as pessoas diante dessa calamidade pública!
    Mas é muito triste mesmo ver q em pleno século 21 a maioria das pessoas ainda não tem a mínima consciência a respeito dos danos ambientais q causamos e q voltarão p/ nós e p/ nossos filhos!

  19. Gustavo disse:

    Lamentável… sou biólogo e como tal… sem comentários. Sinto um misto de ódio, pena e incompreensão tamanha falta de respeito com o meio ambiente.

  20. Que vergonha! o Ser humano é tão distruidor que seus comandos torturantes soam: “Baleias, comam as treinadoras”

    Eu estou do lado das BALEIAS.

  21. Ron Araújo disse:

    Morei em Salvador por 2,5 anos. Presenciei a todo tipo de evento de falta de conscientização ambiental e de respeito à sociedade. Precisamos mudar esta realidade. Ações como estas são pequenas mas de grande importância.

    Boa prática a de fotografar o nome de patrocinadores do evento. Empresas que somente visam o lucro sem preocupação ambiental devem ter seu nome divulgado. E ações de boicote! Precisamos mudar com atitude. Juntos podemos mais!!!

    Gostaria que fosse divulgado o nome das 3 emissoras contatadas e não se dignaram a enviar equipe de reportagem. Vergonha para uma empresa que tem a benesse de concessão do Estado e não cumpre sua principal função de informar. Vergonha!

    Pense globalmente! Aja localmente. Mude!

  22. Priscila Pereira disse:

    Realmente obrigada! Atitudes como a de vocês nos faz acreditar que outro mundo ainda é possível! Enquanto o planeta e a humanidade já sofrem com o descaso humano, outros ainda pensam SOMENTE no seu próprio divertimento. E o pior: sem medir a consequência dos seus atos!

  23. Seyfertt disse:

    Parabéns pela iniciativa, gostaria que muitos se espelhassem nesta grande atitude.

    Infelizmente temos muitas pessoas com maus hábitos, o que faz denegrir nossa natureza.

  24. LUBA disse:

    Parabéns. Em tempos que se só gasta tempo falando merda sobre aquecimento global com dados falsos, vc veio e mostrou a realidade. Uma vergonha !!!

  25. Viviane Oliveira disse:

    Parabéns ao grupo pela brilhante atuação. É muito bom saber que ainda existem pessoas que batalham pela oportunidade de exigir educação à essa população tão desprovida de consciência, atitude e a cima de tudo, de conhecimentos que favoreçam aos esclarecimentos e que possam tornar-se futuros agentes multiplicadores nesta luta incansável em melhorar o planeta!

  26. Alberto Araújo disse:

    Simplesmente uma aula de CIDADANIA e CONSCIÊNCA AMBIENTAL. Vou Comprar mimnha máscara de mergulho e me juntar a vocês. PARABÉNS!!!

  27. ubirajara de araujo bastos disse:

    Condeno as ações humanas quando atingem a natureza com atitudes como esta de arremeçar latinhas ou garrafas de plastico etc no mar ou em qualquer local onde prejudique a natureza. Este comportamente é a inresponsabilidade da falta de escolas, a falta dos pais sem um controle de natalidade ficando impossibilitados de oferecer uma boa educação aos filhos jogados pelas ruas; e a euforia dos patrocinadores de eventos buscando tão somente os $$$. Mais tenho certeza que estas empresas onde requesitam para seu quadro de pessoal colaboradores com grau de estudos no minimo universitário pensem que existe a natureza para ser preservada e criem um departamento que busque estudos de proteção quando de eventos, não deixando ai a responsabilidade total para os orgaõs governamentais.
    Temos sim: um carnaval maravilhoso uma festa de descontração total mais temos como todos os paìses, agressores a nanureza, pois quando das suas criticas destrutivas deveriamos ter o conhecimento necessário do seu pais para enfrenta-lo com pedidos de: Vamos salvar a natureza para vivermos melhor.

  28. Elvira disse:

    Cada dia que passa fico cada vez mais desenganada com Salvador. Tem gente que gosta de por a culpa na política responsável, mas eu creio que política e população são íntimos reflexos um do outro. Nas suas imagens isso está explícito. Como se já não vissemos todos os dias as montanhas de lixo pelas ruas da cidade, a extrema falta de educação e cultura das pessoas que a habitam (diga-se de passagem está é a mais poluída por lixo cotidiano) ainda há o que nossos olhos não veêm e por isso passa despercebido por todos, inclusive autoridades que deveriam após uma festa desse porte como é o carnaval de Salvador no mínimo fazer o trabalho que vocês fizeram (afinal se as ruas ficam no estado crítico que vemos já é de se imaginar que a população inculta e desprovida de educação social tenha feito o mesmo com as águas. Mas como disse cada vez estou mais descrente dessa cidade, que apesar de naturalmente ser linda, não tem extrutura cultural e educacional para manter-se linda. O povo não vai mudar nunca, são pouquissimas pessoas com consciência social como vocês (parabéns), mas mostrar isso na televisão acredite, não vai mudar em nada os péssimos hábitos dos inconscientes. Vejo isso cotidianamente, quando alguém a dez passos de uma lixeira joga seus resíduos nas ruas, e ao ser bordado por outro cidadão civilizado ao invés de conscientizar-se ofende e lhe toma por louco. Fora a falta de respeito no transito de motoristas a pedestre que não respeitam faixas e sinalizações, falta de extrutura na cidade, falata de interesse e preservação de patrimônios históricos… Acho que é isso, pessoas civilizadas aqui são loucas, e o chiqueiro, a porcaria a pobreza educacional que se reflete em espírito é o que reina em glória. Na Europa isso é inconcebível, e as multas para atos do gênero são exorbitantes. Mas ninguém o faz, porque existe consciência e educação. Aqui entrega-se a cidade ao porcos (quase literalmente). É absurdo, mas esperado. Ah, e sim, a natureza sem dúvida revidará sabiamente, não contra os seres humanos especificamente, porque ela sempre se renovou e enfim poderá começar do zero. Cidades como Salvador sofrerão absurdamente com isso porque tanto sua extrutura quanto seu povo não tem preparo para impactos naturais. Talvez seja uma solução.

  29. [...] garrafa deixada por outra pessoa na areia da praia; você cata? Ontem vendo o

  30. Almir Lima disse:

    Dizem que são dias de Alegria…prá quem???perguntamos…a palavra tristeza é pouco prá tudo que está fotografado….depois ficam ajudando os paises atacados pelos fenomenos naturais…. e por aquí preparando um final que também não será diferente….E não adianta vim com discurso que precisa educar o povo prá gastar mais verbas…Quem viver verá o que acontecerá.
    Vamos Nessa que JC tem Pressa
    Almir Lima
    http://www.twitter.com/siteoprodutor
    http://www.oprodutor.com
    Pode contar prá divulgar…

  31. Thamires disse:

    Isso é um verdadeiro absurdo ! e o pior as emissoras que receberam as fotos divulgaram-nas e nem sequer fizeram algo que contribuísse para retirar toda essa sujeira de lá ! É de se indignar ver isso ! me pergunto até que ponto um “ser humano” pode chegar ?!

  32. BOLINHA disse:

    CAMBADA DE PORCO!!!

  33. Katerin disse:

    Quero parabenizar aos mentores do projeto, e da iniciativa, tanto de limpar a sujeira, quanto de chamar atencao da sociedade em relacao ao que estamos provocando em uma cidade tao bela, porem tao descuidada. Nao sou moradora de Salvador, vou esporadicamente visitar familiares ai, e um email de divulgacao dos fatos e fotos chegou até a mim. Espero realmente que consigam alarmar a sociedade, mobilizar e sensibilizar empresarios,artistas, enfim, a sociedade. Tentem enviar a materia para a Globo ou a Record. Eles podem entrar com aquele “Profissao reporter” ou uma reportagem especial, até como complemento das reportagens sobre lixo nas capitais e praias passadas a pouco tempo.
    Já fiquei sabendo que a anos atras havia nas praias da Barra, competilçao entre os mergulhadores valendo premiacoes para quem retirasse a maior quantidade de lixo do fundo do mar.É um projeto fantastico. Apesar de a prefeitura deixar para outros a responsabilidade que ela tem na limpeza e sua manutencao na cidade.Seria de muita valia esse esse projeto voltasse a ativa. Com certeza muitos seres agradeceriam imediatamente e a longo prazo poderiamos considerar uma melhora significativa na nossa qualidade de praias e mares.
    Sucesso nessa divulgacao, e vamos tomando consciencia porque sendo a Bahia o berço do Brasil e Salvador um centro historico de importancia imensuravel, nao podemos que ratos, baratas, fungos, drogas, prostituicao, manchem mais esse cenario. Algo precisa ser feito, e voces que tiveram essa iniciativa, Parabens!

  34. Magda Lobo disse:

    É realmente lastimável encontrar no fundo do mar o retrato do que o homem vem fazendo com o meio ambiente. Entendo a sua indignação!
    A mídia não tem grande interesse em polemizar um assunto que pode mexer com a economia do local, do País e muitas vezes do mundo. Você já ouviu falar do mal de minamata?

    Já em 1953 registou-se na baía de Minamata, no Japão, uma intoxicação causada por mercúrio das indústrias de pvc e acetaldeído provocando nos pacientes surtos de psicose, coma e perda de consciência, entre outros sintomas. Alguns morreram devido a febre alta. Pássaros e animais domésticos começaram a morrer. Houve alguns casos de gatos que enlouqueceram e se suicidaram. Em 2001, concluiu-se que cerca de dois milhões de pessoas podem ter sido contaminadas. Pelo menos, novecentas pessoas morreram com os sintomas.
    Talvez, se casos como este, fosse do conhecimento da população, a Carbocloro, situada, aqui no Brasil, São Paulo- Cubatão, não chegasse tão longe…. Poluindo desde 1964, agora quer aparecer com uma nova roupagem, assim como outras indústrias da região, usando o Meio Ambiente como Marketing. O mesmo produto que causou o mal de minamata no Japão, se espalha, Deus sabe onde. 4.000 toneladas de mercúrio sumiram, e digo,não são quatro toneladas, são quatro mil toneladas. Leia um trecho do Pedido Principal da Ação do Ministério Público.
    … Que sejam oficiados para a CETESB e a ré CARBOCLORO, para que expliquem e comprovem onde foi depositado as 4.000 toneladas de resíduos tóxicos de mercúrio, que estavam enterradas no pátio da empresa, em silos, e que teriam sido levadas para São José dos Campos, que é local que não admite mais receber lixo tóxico. Afinal, onde estará depositado este mercúrio? Estará ainda dentro dos caminhões? Foi depositado contra a lei na cidade de São José dos Campos? Voltou ao pátio da Carbocloro?

    … Não há comprovação, mas na região há boatos de que foram jogados ao mar.
    Algumas regiões, onde ainda há ou já houve garimpo, conhecem muito bem estes sintomas, pois também utilizam mercúrio para esta finalidade.
    E, ainda falando de contaminação, quantas pessoas você conhece que sabem que nas pilhas concentram-se teores de metais pesados capazes de também causar estes sintomas?
    Então, se liga também nos poluentes invisíveis.
    Se for prá denunciar, tem caso que não acaba mais… O problema é quem vai divulgar!
    Valeu! Vocês fizeram a parte de vocês para um mundo melhor.E se eu puder ajudar: magdalobolua@gmail.com

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Desastre_de_Minamata
    http://epoca.globo.com/edic/19990215/ciencia4.htm
    http://www.acpo.org.br/campanhas/mercurio/baixada_1.htm

    Magda Lobo

    Técnica em Saneamento e Controle Ambientall

    13/03/2010

  35. Matheus disse:

    Sou de SC e passei a virada em Salvador. Fiquei impressionado com a cor da água no centro da cidade, aparentemente limpissima. MAS na areia era outra história. Claro que os turistas tem sua parcela de culpa mas não se enganem, pois quem mais polui as areias e consequentemente as águas são os soteropolitanos mesmo. Os baianos são extremamente irresponsaveis com as proprias praias. Bando de porco se fizessem isso aqui em floripa por exemplo iam tomar esporro da propria populaçao.

  36. Ivone Medeiros disse:

    Moro em Recife e a considero uma das cidades mais sujas do Brasil. Aqui o problema é sério! Existe campanha pra tudo: para que as pessoas não joguem lixo na areia da praia, não joguem lixo na rua, não joguem lixo nas encostas, etc. Pelas estradas de Pernambuco nos deparamos com lixões a céu aberto, onde os urubus fazem a festa. Precisamos de campanhas sérias, permanentes e punição para empresas e órgãos públicos que poluem o meio ambiente.
    Vão em frente rapazes porque a missão é árdua.
    Ivone

  37. Juliana disse:

    MUITO lamnetável! É impressionante como ainda existem pessoas que agem dessa forma. Mas a TV realmente não iria nunca fazer a reportagem. Com esse monte de marca de cerveja? A área de publicidade não permitiria.

  38. Alicia Melo disse:

    Eu divulguei o máximo q pude, isso é simplesmente um ENORME absurdo.
    Parabéns meninos.
    Bjo

  39. César disse:

    É realmente lamentável. Mas o lado bom é que tem pessoas como vcs, que se preocupam com o meio-ambiente. Parabéns pra vcs. E cadeia pra quem faz essas coisas.

  40. Lamentável a falta de consciência ambiental dos Brasileiros.

  41. Daniel Mayrinck disse:

    Essa falta de respeito não é nenhuma novidade para mim. Em 2009 fui ao “espicha verão” e fiquei tão incomodado com a poluião que, ao invés de curtir o show de Bethania, filmei o descaso com o meio ambiente, milhares de latinhas e garrafas pet e sacos plásticos boiando por toda extensão da costa do Porto da Barra. Se lhes forem úteis eu posso ceder as imagens. Algo precisa ser feito para acabar com isso, chamar atenção dos meios de comunicação sérios e sem rabo preso. A Responsabilidade Civil do Estado está presente, e O MP DEVE ser acionado! Fico satisfeito de saber que outras pessoas como eu já tinham se tocado desse absurdo com o meio-ambiente!

  42. Pedro disse:

    Parabéns pela preocupação com o meio ambiente. É de estarrecer a degradação ambiental que ocorre por aí durante o Carnaval. A vida marinha corre riscos desnecessariamente.
    Abraço.

  43. Kadu disse:

    Eu sou brasileiro, mas odeio o comportamento do brasileiro, isso não acontece em países de primeiro mundo, VERGONHA

  44. Sylvia disse:

    Conclusão: POVO PORCO!

  45. Brenda disse:

    Eu ja imagina que o fundo do mar do porto da barra estivesse bastante sujo, mas não tinha noçaão de quantidade.
    Imagine mais distante como também não se deve estar sujo, não é mesmo ?
    Nos dias normais as pessoas ja deixam o seu consumo por ali, sem pensar no que ocasina.
    Parabéns a você e seus colegas, essa é uma ação que se merece aplausos!

  46. Camilla disse:

    todos os nomes de fabricantes que aparecem no fundo do mar tinham que ajudar a recolher! o povo é mal educado mas seria uma ajuda!

  47. Leandro Pellegrini Gatti disse:

    Texto brilhante e emocionante!

    Se precisarem de apoio em qualquer atividade que englobe desde a coleta de lixo, conscientização ou manifestação popular, contem com a minha ajuda como voluntário! Essas imagens são chocantes pra mim que penso em mundo limpo pros meus filhos, netos, bisnetos, etc. É de dar raiva o desprezo em relação ao meio ambiente da população.

    Parabéns pela inicitiva. Estou a disposição, inclusive nos fins de semana.

    Abraços,

    Leandro Pellegrini

    Relações Públicas

    cel: (11)7608-9592

  48. Michelle disse:

    obrigada por sua dedicação!!!

  49. Rubem disse:

    Essas imagens sintetizam bem a IMBECILIDADE humana…Nem sei diereito o que escrever. Só resta parabenizar os mergulhadores pelo belo ato de coragem e autruísmo. O planeta estaria bem melhor se existissem mais pessoas assim.

  50. Manoel Netto disse:

    Parabéns pelo trabalho realizado e pela divulgação. Uma pena não ter conseguido atenção da mídia “de massa”, mas não tem problema, um dia eles se tocam.

    Já foi devidamente espalhado pelo Twitter.

    Abraço

Leave a Reply