O Fundo da Folia

Só que ao invés de estarem pulando, dançando e se beijando ao som frenético e ensurdecedor dos trios elétricos, os foliões do fundo do mar estavam rolando de um lado para o outro numa mórbida coreografia, empurrados silenciosamente pelo balanço do mar, sem dança, sem alegria, sem vida e sem poesia.

 

Bernardo Mussi

04 de março de 2010

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

Dez dias após o carnaval, resolvi mergulhar com dois amigos na área do Farol da Barra para confirmar a notícia de que havia uma quantidade absurda de lixo espalhada pelo fundo do mar naquela área.

 

O Fundo da Folia

 

Mesmo com a água um pouco suja por causa das chuvas do dia anterior, logo identificamos o local. Na verdade o lixo não estava espalhado, mas concentrado em um canal provavelmente em razão do movimento das marés. Uma cena lamentável! Eram pelo menos mil e quinhentas latinhas metálicas e garrafas plásticas.

 

O Fundo da Folia

 

Da superfície o visual parecia com as imagens áreas que vemos dos blocos de carnaval durante a festa momesca. Só que ao invés de estarem pulando, dançando e se beijando ao som frenético e ensurdecedor dos trios elétricos, os foliões do fundo do mar estavam rolando de um lado para o outro numa mórbida coreografia, empurrados silenciosamente pelo balanço do mar, sem dança, sem alegria, sem vida e sem poesia.

 

O Fundo da Folia

 

Assustados, decidimos não retirar o material naquele dia na esperança de tentar sensibilizar algum veículo de comunicação para fazer uma matéria com imagens subaquáticas. A intenção era compartilhar aquela agressão carnavalesca com nossa população e os donos da folia.

 

O Fundo da Folia

 

Fizemos contato com pelo menos três emissoras e todas pediram que enviássemos e-mails com fotos, o que fizemos imediatamente. Aguardamos respostas por dois dias e como não tivemos qualquer retorno, optamos por retirar o lixão de lá para evitar maiores danos.

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

A bem da verdade estávamos super desconfortáveis com nossas consciências por termos testemunhado aquela cena e deixado para resolver o problema dias após. Mas tínhamos que tentar a matéria para que a ação não se resumisse somente à coleta do material.

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

Tínhamos em mente que a repercussão sensibilizaria os empresários e artistas do carnaval, os órgão públicos, a imprensa, as empresas financiadoras e nossa gente. A tentativa foi boa, mas não rolou…

 

O Fundo da Folia

 

Fomos então, no terceiro dia após o primeiro mergulho, retirar o material. Antes, porém, fiz questão de chamar um amigo que tem uma caixa estanque para filmarmos a ação e guardarmos o documentário visando trabalhos futuros e até mesmo a matéria que queríamos na TV.

 

O Fundo da Folia

 

Sem cilindro de ar e contando apenas com duas pranchas de SUP (Stand Up Paddle) e alguns sacos grandes, éramos quatro mergulhadores ousados retirando do fundo do mar tudo o que podíamos naquela tarde.

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

Pouco antes de o sol se pôr conseguimos finalmente colocar todo o lixo na calçada.

Muitos curiosos, inclusive turistas, olhavam intrigados a nossa atitude e a todo o instante nos questionavam sobre a origem daquele resíduo. A resposta estava na ponta da língua: Carnaval!

 

O Fundo da Folia

 

Vou logo informando aos amigos leitores que não sou contra o carnaval, muito pelo contrário, sou fã por diversos motivos, mas acho que a realidade da festa não guarda a menor relação com as belíssimas cenas, as informações rasgadas de elogios e a excessiva euforia amplamente divulgada pela mídia.

Sei que o comprometimento com os patrocinadores e aquela velha guerrinha de vaidades contra os carnavais de outros estados como Pernambuco e Rio de Janeiro, acabam conspirando para isso. Mas vejo aí um modelo cansado, super dimensionado, sem inovações socialmente positivas e remando na direção oposta ao desenvolvimento sustentável da nossa cidade.

Aquele lixo submarino é um pequeno sinal deste retrocesso. Pior, patrocinado solidariamente pelos grandes empresários, artistas e principalmente pelo poder público que tem o dever de melhorar nossa segurança, nossa saúde e educação.

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

O Fundo da Folia

 

Aproveito o embalo para incluir indignação semelhante sobre os eventos realizados na praia do Porto da Barra durante o verão.

O “Música no Porto” e o “Espicha Verão” não tem trazido nada de bom para nossa cidade, além da oportunidade de vermos ótimos artistas de perto e de graça. De resto, o lixo, o mau cheiro, a degradação ambiental, o xixi pelas ruas, a impressionante quantidade de ambulantes amontoados por todos os espaços públicos e a agressão aos patrimônios históricos, são um grande “pé na bunda” do turista de qualidade.

  

Espicha Verão 2010. Foto: João Ramos / Bahiatursa

 

Espicha Verão 2010. Foto: Luciano da Matta / Agência A Tarde

 

Espicha Verão 2010. Foto: João Ramos / Bahiatursa

 

Espicha Verão 2010. Foto: João Ramos / Bahiatursa

 

É o mesmo que olhar para uma bela maçã com a casca brilhante e aspecto suculento, porém, apodrecida por dentro…

Naquele final de tarde acabamos contemplando um por do sol diferente. O monte de lixo empilhado na calçada do Farol da Barra virou atração. E como Deus é grande, fomos brindados com a presença de valorosos catadores de rua para finalizar a limpeza.

 

O Fundo da Folia

 

Desta ação, além das ótimas imagens documentadas em vídeo, resta rezar para que os donos do carnaval, dos eventos no Porto da Barra e nossos queridos foliões se toquem que algo tem que mudar.

 

O Fundo da Folia

 

O fundo do mar não merece aquele bloco reluzente e, ao contrário do asfalto, o oceano costuma revidar violentamente as agressões sofridas.

Não tem alegria alguma no fundo da folia!

 

O Fundo da Folia

 

Galeria de fotos

Slideshow

Fotos: Francisco Pedro/Global Garbage
francisco.pedro@globalgarbage.org

Fotos do Espicha Verão 2010: João Ramos / Bahiatursa e Luciano da Matta / Agência A Tarde

Nota:
A matéria O Fundo da Folia foi publicada no dia 05 de março. No dia 15 de março, nós substituímos as fotos do Espicha Verão 2010. As fotos atuais (Bahiatursa e Agência A Tarde) foram feitas no dia 13 de março, encerramento do Espicha Verão 2010. A campanha pela preservação do meio ambiente, coordenada pelo IMA - Instituto de Meio Ambiente do Estado da Bahia, só foi realizada no dia do fechamento (13 de março) do Espicha Verão 2010. 

Link: http://www.globalgarbage.org/blog/index.php/2010/03/05/o-fundo-da-folia/

Link para Twitter: http://bit.ly/o-fundo-da-folia  

 

Outros artigos de Bernardo Mussi

Carnaval longe da praia

O lixão precisa de música



751 Responses to “ O Fundo da Folia ”

  1. Hercis disse:

    Que bela iniciativa,o planeta necessita de pessoas com essas atitudes em pró do meio ambiente.
    Parabéns a equipe,e que as pessoas ajudem de uma forma tão simples,a começar corrigindo seus filhos para que não jogue lixo no chão,e que tenhamos um futuro bem melhor.

  2. Lion disse:

    Parabéns pela iniciativa! Que, pelo menos pela net, a mensagem de vocês circule e atinja o maior número de pessoas!

  3. Pedro Augusto disse:

    Apesar de estarmos longe do carnaval (hoje são 25 de março), um mail com o link do site de vcs circulou até chegar na minha caixa. Quero parabenizá-los pelos ótimos registros, pela ação solitária e heróica de com poucos recursos fazer o resgate de tanto lixo elogiar tbm o texto, muito bem escrito. Aliás, é bom saber que nenhuma emissora de TV teve interesse na matéria…

  4. Flávio disse:

    É inspirador ver iniciativas como a de vocês. Dá força para continuar. Parabéns!

  5. DR.GOES disse:

    Grande Bernardo..

    Cara lamentável estes fatos!!

    O interessante é nenhum veículo de comunicação se preocupar em denunciar isso!!

    E o governo local, será que se preocupa e o Mp, e a OAB??

    Será que no Estado faltam pessoas sensivéis aos problemas que podem impactar em nosso ecossistema!!??

    Bom trabalho Bernardo e todos que participaram da inciativa voluntária de recolher o lixo do axé music…o fruto do carnaval da Bahia!!

  6. Neide disse:

    Parabéns pela atitude!
    Estive em Salvador em Nov/09 e fiquei impressionada com a sujeira nas praias.
    Como as pessoas têm coragem de descartar o lixo no mar? Impressionante!!
    Deveríamos ensinar às nossas crianças ações como essa, assim, talvez, no futuro tenhamos um planeta melhor pra se viver.

  7. Parabéns pela maravilhosa iniciativa de ambos!!! Precisamos de muito mais ações desse tipo.
    Porém, vejo que infelizmente (ou felizmente), são atitudes isoladas que normalmente ficam por conta de biólogos, voluntários, etc, mas tanto a fiscalização é muito falha, como poder público tb é ineficiente nestes casos.
    Mas o pior mesmo, é que ao ver esta matéria, temos a real noção do tamanho da falta de conscientização ambiental, e sim, a falta de EDUCAÇÃO, com E maiúsculo mesmo.
    Carnaval há tempos deixou de ser uma manifestação cultural e tornou-se uma indústria de entretenimento, e o dinheiro envolvido e o lucro, é o que conta mais.
    Com certeza temos todos que divulgar estas imagens, e para ver se conseguimos tocar mais pessoas.
    Muito embora é difícil sensibilizar tanta gente, num país onde a maioria perde tempo e valoriza os BBBs da vida…

    Escrevi um artigo em meu blog, e deixo o link para o teu.
    Parabéns, e continuem sempre neste propósito. A natureza agradece!

    http://amorepazsemfronteiras.blogspot.com/2010/03/dia-mundial-da-agua-temos-o-que.html

    Paz e sucesso a ambos,

    Lucy

  8. Cássio disse:

    Forte respeito e admiração pelas ações de coleta desta podridão dantesca. O impacto causado pelo esforço valeu certamente a pena. Força e paz!

  9. Neuza disse:

    Parabéns pelo trabalho realizado!!

    Organizadores de eventos têm que cuidar mais dos impactos que causam.

    Assim como, o povo tem que perder esta mania de jogar coisas por aí.

  10. Erika disse:

    Acho que a falta de educação por parte dos foliões e falha nas gestões dos eventos mostra uma coisa p/ mim: zero de consciência ambiental, tanto no ambiente natural como vcs mostram nas fotos, como no ambiente urbano como vcs descrevem no fim do texto. E essa consciência ambiental tem uma premissa: respeito.
    Parabéns pela iniciativa. Vou divulgar.

  11. William Araújo disse:

    Esse é o resultado da geração que só pensa no prazer próprio e nas baladas regadas a grande quantidade de álcool e inflado do merchandising. Cuidar do meio ambiente é apenas discurso para a grande maioria dos habitantes do planeta. O consumismo exacerbado ainda é o foco principal para gerar riquezas. Como esta grande maioria não “enxerga” aquilo que os olhos não veem - o fundo do mar - continuamos a usá-lo como nossa lata de lixo diária.

  12. Suzana Wilbrantz disse:

    A educação começa dentro de casa!
    E a culpa é de todos nós.
    Parabéns à corajosa iniciativa e ação de catadores do lixo alheio.
    Mesmo sendo um trabalho árduo, a atitude é louvável.

    • Paulo disse:

      Parabéns pela iniciativa! Estou concluindo uma dissertação sobre a prática de mergulho recreacional na Baía de Todos os Santos para a Universidade do Estado da Bahia e essa matéria irá incluir o meu trabalho a fim de que a academia seja estimulada a investigar mais sobre este tema.

      Saudações!!!

  13. tausa disse:

    SOU GAÚCHA E ESTOU DESDE DIA PRIMEIRO DE MARÇO NA BAHIA , INCLUSIVE NO HOTEL BEM NA FRENTE DO ESPICHA VERÃO , SINTO-ME APAVORADA , NÃO SO PELA SUJEIRA ,MAS PELO ASEDIO SEXUAL TANTO POR RAPAZES COMO MULHERES ,PARA COM TURISTAS , E COM A MACONHA LIVRE EM QUALQUER ESPAÇO. NO DIA 13 EM PLENO SHOW NO PALCO DA AREIA O APRESENTADOR FALAVA … COLOQUEM AS LATAS NO LIXO , MAS NA PRAIA NÃO VI UM RECEPIENTE SEQUER PARA COLOCAR LIXO . GENTE A BAHIA É UM LUGAR GEOGRAFICAMENTYE MARAVILHOSO, MAS A SUJEIRA , O FEDOR OS AMBULANTES . O LIXO HUMANo CAIDO PELO CHÃO DROGADOS , BEBADOS ,É DEGRADANTE .

  14. Cris Rodrigues disse:

    Talvez fosse o caso de tentar o contato com as “produtoras de cerveja, energéticos e refrigerantes”, na esperança de que possam contribuir para com a educação da população.
    Eles fazem campanhas publicitárias milionárias, mas é possível que possam partir também para outra direção publicitária, além daquele clichê de imagem: gostosas, de biquini na praia.
    Bem, podemos pelo menos sonhar com algo diferenciado por parte dessas grandes empresas, “produtoras de lixo”…

  15. Mariana Monteiro disse:

    Parabéns !!!!

  16. Bianca disse:

    Parabéns pela matéria e pela iniciativa. Espero que muitos outros se motivem a fazer o mesmo.

  17. Cristina disse:

    Parabéns ao grupo pela iniciativa e o exemplo que vocês dão.Eu lamento muito a falta de escrúpulos e o excesso de má conduta dos foliões e, pior,a falta de interesse da mídia em divulgar este trabalho de reeducação.
    Parabéns mais uma vez!!!!

  18. O absurdo dos aproveitadores … depois de vcs mostrarem com isenção a realidade na praia da Barra, aparecem agora os espertinhos com patrocinios de produtores de latinhas fazendo campanhas copiadas de gente séria de outras paragens do nosso planeta…
    Esse é o mundo dos picaretas!

  19. Ane disse:

    Parabéns pela iniciativa!! Vou repassar aos amigos, é importante que todos saibam as implicações de cada ato nosso.

  20. Marihitta disse:

    PARABÉNS, RAPAZES, POR ESTA ÁRDUA TAREFA DE LIMPAREM O LIXO DOS INCAUTOS… CARNAVAL NÃO É SINÔNIMO DE SUJEIRA, IMUNDICE E AUSÊNCIA DE CONSCIÊNCIA!…
    JAMAIS DEIXEM DE TENTAR A DENÚNCIA DESSES ATOS, DA CEGUEIRA OPORTUNISTA DAS EMISSORAS DE TV… VCS SÃO OS REAIS HERÓIS QUE BIAL FEZ QUESTÃO DE ESQUECER NO AUGE ($$$) DE SUAS DÉCADAS DE JORNALISMO PODRE!
    PARABÉNS, NOVAMENTE!

  21. [...] Esse belo post foi criado pelo INSOONIA. Texto completo AQUI. . Ainda não comentaram nesse post! Seja o primeiro! Adicionar [...]

  22. Ivo Weddigen disse:

    É claro que emissora nenhuma iria fazer uma matéria sobre o assunto, pois os maiores Sujões são também os maiores patrocinadores…

  23. [...] a pena dar uma olhada em como rolou esta ação de limpeza da água de pessoas que se inconformaram com uma situação e [...]

  24. Luciana M. disse:

    Parabens…o que vcs fizeram faz bem a alma,
    A atitude de vocês foi fantástica, poucos se preocupam com a preservaçaõ da natureza.
    Procuro fazer a minha parte nesse contexto.

  25. Marinilda Santana disse:

    Belissima matéria! otimas fotos! Assunto antigo…solução inexistente…Quantas praias estarão assim tbm? O capitalismo passando por cima de qualquer razão ou justificativa. Luta pelo dinheiro, uma luta sem limites, nem regras. E caminhamos juntos para o dia em que nem todo o dinheiro do mundo poderá mudar o caos!

  26. JOSÉ JÚNIOR & ANACY ARCANJO disse:

    Caros amigos,
    É muito triste ver que toda aquela ansia e disposição dos “donos da folia” para organizar a festa, se esvai na mesma rapidez com que surge.
    Após a festa é hora de contabilizar os lucros e ninguém quer se dar ao trabalho de conferir os estragos.
    Vocês foram de extrema responsabilidade social e ambiental.
    Quanto à consciência ter ficado doendo por deixar o lixo lá por mais alguns dias, além de perfeitamente justificável e compreensível, é típico dos que realmente sentem na pele e na alma quando a natureza pede socorro.
    Aqui em Itabuna e em todo sul da bahia testemunhamos este tipo de agressão e lutamos quase sempre sozinhos para temtar coibir ou no mínimo mitigar os efeitos danosos ao meio ambiente. Mas vocês devem saber muito bem que somos como o sino que tine no deserto.
    Grande abraço,
    Que Deus abençôe todos vocês

  27. Fiz uma postagem no meu blog sobre a matéria de vocês. Apesar de ser uma situação triste, adorei a matéria e, principalmente, as fotos. Deu pra ter a exata noção da falta de educação e de respeito dos brasileiros.

  28. cristianne disse:

    Estou chocada, sou licenciada em Biologia e realmente não imaginei esta falta de educação ambiental, aliás fujo do carnaval, já foi bom…Contudo, a matéria de vcs é foi e será excelente (embora nem todos tenham conhecimento) modo de conscientização para o povo que joga lixo em qualquer lugar, estes simplesmente não conhecem a origem da vida! “Dos coacervados aos animais brutais”.

  29. FOBIAS disse:

    Pequenos exemplos da harmonia entre o homem e a natureza:

    – uma costela bem grande assada com fogo de lenha cortada da mata atlantica;
    - a venda de 3 milhões de automóveis por ano, apenas no Brasil, com uma frota de bem mais de 100 milhoes;
    - 180 milhoes de celulares, só no Brasil, produzindo ondas de alta frequência e baterias inúteis e perigosas;
    - o fluxo permanente de 100 mil aviões, simultaneamente no ar, voando pelo mundo, destruindo a atmosfera e levando gente pra tudo que é lado;
    - é o consumo da ordem de 90 MILHÕES DE BARRIS DE PETROLEO POR DIA, no mundo, para satisfazer os dignos consumidores humanos, conscientes do equilíbrio ecológico, é claro;
    - a pergunta que fica é a seguinte: “como é possível viver em harmonia com peixinhos, passarinhos, plantinhas, florezinhas e outros animaizinhos?? Não!! Já era!!! é impossível.
    A hipocrisia e a ignorância humana estão cada vez maiores e mais sofisticadas.
    E que Deus possa nos perdoar.

  30. Érica Vilaronga disse:

    Parabens de verdade, pelo artigo e principalmente pela atitude, de não esperar um órgão fazer e sim ir lá e fazer. Uma pena que a importancia pelo meio ambiente, por parte do governo e das empresas, não seja prioridade. Vamos lutar pelo desenvolvimento sustentável, a natureza agradece e nós, seres humanos, também! Que o objetivo seja alcançado, sensibilizar e mobilizar a todos sobre a questão ambiental.Parabéns novamente, belissima atitude!

  31. Ana Margareth Scali disse:

    Caros amigos , sou mais uma a parabenizá-los. Parabéns, vocês merecem. Infelizmente o Brasil se encontra há mil anos luz de atraso no que diz respeito a evolução humana, graças a falta de educação do nosso povo , e o incentivo dado pelas autoridades que não estão nem aí para o bem estar social e físico. Ainda bem que existe gente como vocês, e porque não dizer como eu, que faço a minha parte ao invés de copiar a maioria. Abraços e continuemos nossa luta.

  32. Edu Sangion disse:

    Parabéns, “puta” iniciativa!!
    Viva os INGs, indivíduos não governamentais, que quando identificam que algo está errado vão lá e agem.

  33. Mônica disse:

    O Jornal A Tarde publicou uma matéria sobre esse absurdo que é o lixo do carnaval no fundo do mar!

  34. Sheila Nogueira disse:

    Parabéns a todos que participaram desse trabalho tão admirável, diante de uma situação absurda como esta.

    Sugiro que vocês façam uma denúncia junto ao Ministério Público Federal:

    http://www.prba.mpf.gov.br/links-uteis/denuncie

    Um dos papéis do MPF é justamente atuar na área ambiental.

  35. molina disse:

    pior que essa sujeira, que aliás, é a que leva a isso, é a sujeira que impera em nossa política, soubéssemos escolher os governantes e certamente poderíamos ter esperanças de caminhar para o saneamento de nossos modos e costumes.
    mas, enquanto nosso comandante ficar abraçando a sujeira que aparece a toda hora, não precisa ser carnaval, vamos contar com pessoas como voces para tentar limpar o cenário.

  36. Acredito que os governantes deveriam proibir carnaval ou festivais à beira mar. A atitude de vocês foi fantástica, poucos se preocupam com a preservaçaõ da natureza e não pensam no mal que provoca dentro do mar.

    Mary Nadja
    Gerência de Política Ambiental
    Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente

  37. Bruno Dantas disse:

    Duas coisas:

    1. Lamentável as cenas.

    2. Parabéns e muito obrigado a vcs!!!

    Vamos torcer pra que alguem tome providencias mesmo.

  38. Taillard disse:

    Parabens pelo blog e pelo trrabalho !
    Mas cabe lembrar que se cada criança no pré primario tivesse tido,como disciplina o assunto preservação do meio ambiente.
    E fosse obrigados a fazerem 4 horas a parte dentro de nossas pequenas florestas …
    Teriamos um Brasil melhor e se tivessem tambem informação e orientação,da parte tanto da escola quanto dos pais teriamos adultos mais preocupados com o bem-estar de todos em geral.
    Respeitar a natureza é respeitar o propio futuro!
    Infelizmente somente posso lamentar !!!

  39. irene disse:

    muito bom não podemos deixar este trabalho na gaveta de nada valera continue tentando e divulgar pela TV

  40. Isabela disse:

    Parabens pelo maravilhoso trabalho!!!!! Que pena que existem pessoas que não pensam que esses atos podem trazer consequencias ruins a natureza e a propria humanidade!

  41. Ivone Claire Silva disse:

    Parabéns pela atitude sensata, corajosa e elegante de vcs!
    Sinceridade? Às vezes tenho vergonha da raça humana!
    Vergonha desse especto da “criação x criatura”.
    Superamos em mto a animalidade dos chamados “irracionais”…
    Procuro fazer a minha parte nesse contexto, mas deploro o que vejo à minha volta!!!

  42. Ivone Claire Silva disse:

    Parabéns pela atitude sensata, corajosa e elegante de vcs!
    Sinceridade? Às vezes tenho vergonha da raça humana!
    Vergonha desse espacto da “criação x criatura”.
    Superamos em mto a animalidade dos chamados “irracionais”…
    Procuro fazer a minha parte nesse contexto, mas deploro o que vejo à minha volta!!!

  43. roberto disse:

    O Povo ainda é porco,eles nem estão ai com o meio ambiente.
    Todo mundo sabe,que não pode,
    mas faz.
    Campanha de conscientização estão cansados de ver.

    Realmente são porcos.

  44. Marina disse:

    Se cada um de nós tivesse 1/3 da força de vontade e iniciativa de voces, nosso mundo não estaria nessa situação!! Parabéns!!!

  45. Douglas disse:

    Parabéns pela iniciativa, galera, fazendo a coisa certa porque assim devia ser. Espero que muitos dos que foliaram dias antes tenham passado por ali e se dado conta de como contribuiram para a imundicie.

    Abraços do DF

  46. José Bezerra disse:

    Parabéns pelo valioso trabalho que desenvolve de conservação do meio ambiente.
    Tenho a convicção da importância de campanhas abordando temas ligados às questões ambientais, principalmente a educação ambiental, que trabalha situações decorrentes do aquecimento global e da percepção de que padrões de consumo insustentáveis como esse necessitam ser reavaliados.
    Apresentei esse material em aulas de biologia e educação ambiental.
    José Bezerra
    Aracaju-Se

  47. Maria Eugênia Castelo Branco Albinati disse:

    Prezados senhores, adorei a forma como vocês trataram o problema, resolvendo-o e divulgando o problema e a solução, oferecendo conhecimentos construídos por vocês sobre educação ambiental. Pelo que tenho visto, o mundo está cheio de atitudes individuais (ou em pequenos grupos) maravilhosas, como a de vocês. Graças a Deus! Elas não aparecem em horário nobre na TV, que prefere mostrar bundas. Mas prosseguem e fazem diferença. Vamos ampliá-las, sempre que pudermos. Parabéns a vocês! Abraços, Maria Eugênia Albinati, musicoterapeuta em Belo Horizonte-MG

  48. Leila disse:

    Parabens,parabens…o que vcs fizeram faz bem a alma. Deviam continuar tentando vingular na midia as imagens q conseguiram para ver se os folioes menos conscientes criem vergonha na cara e se nao quiserem ajudar o meio ambiente que pelo menos nao atrapalhem.
    Me sinto muito bem em saber que no meu pais ainda existe gente correta e com principios.Estou morando fora do Brasil ha 3 anos e as noticias que temos dai só nos envergonham.

  49. Sandra Mara disse:

    Não acredito mais que exista falta de conhecimento. Falta educação, falta sensibilidade, falta vergonha na cara mesmo!! Não sei como podem fazer isso? Como não se incomodam, sabendo que estão destruindo o que é de todos nós!!! Esse povinho não vale nada. Depois vão reclamar dos desastres naturais que vem acontecendo!!!! Se desse pra fazer um varredura de td extensão do litoral brasileiro, acho que a visão seria semelhante. O oceano, virou um imenso lixão!!!!!!!

  50. Auderian F. Menezes disse:

    Parabens pela iniciativa; mas precisamos ter mais ações desse porte, e mais energicas em varios aspectos que são degradantes para o ambiente e para o homem, esse é ex do lixo marinho, mas temos outros em nossa região, como a monocultura de eucalipto destruindo a mata atlantica, a destruição do bioma caatinga, a tranposição do rio são francisco, o envenenamento de alimentos pelo agrotoxicos…enfim precisamos de mais projetos que sensibilizem a sociedade, para os efeitos desse sistema ” do pão e do circo”.

Leave a Reply to José Bezerra